O CADERNO DE Francisco Mangado - L'Antic colonial

O CADERNO DE Francisco Mangado

25 Fevereiro, 2014 | Sem categoria
O CADERNO DE Francisco Mangado

Beloqui – Mangado y Asociados – Pamplona, Navarra (Spain)

Palácio de Congressos Baluarte, Pavilhão de Espanha na Expo Zaragoza 2008, Estádio Nueva Balastera de Palencia, Museu de Belas-artes das Astúrias. Auditório Municipal de Teulada, Palácio de Congressos e Hotel em Palma de Maiorca, Centro Municipal de Exposições e Congressos de Ávila e Museu Arqueológico de Álava.

1 – Quem é Francisco Mangado?

Um trabalhador.

2 – Quando descobriu que queria ser arquiteto? 

Queria ser arquiteto naval, mas acabei por me tornar arquiteto de edifícios…

3 – Uma referência na arquitetura… 

Jørn Utzon.

4 – Se não fosse arquiteto, ter-se-ia dedicado a…

Filólogo.

5 – Um defeito e uma virtude. 

Muito exigente comigo próprio.

6 – Como é a sua casa? 

Amigável e permissiva.

7 – O domingo é o dia para…

Quase tudo.

8 – Um lugar onde procure inspiração. 

Na própria realidade.

9 – Qual foi o último livro que leu? 

En busca de Klingsor de Jorge Volpi.

10 – Daqui a 15 anos…

Não me interessa.

11 – Quando pensa em arquitetura, o que lhe vem à cabeça…

A complexidade das coisas, da situação e das pessoas.

12 – Lápis ou computador? 

Lápis para pensar e desenhar os pensamentos, e também para pensar nos detalhes da materialização do projeto. Computador para organizar o trabalho.

13 – Como definiria o seu trabalho? 

Tenaz e exaustivo.

14 – Um projeto que gostaria de fazer. 

Uma igreja.

15 – A sua opinião da arquitetura espanhola. 

Muito melhor do que esta sociedade por vezes merece.

16 – Como manter um estilo próprio, satisfazendo as necessidades dos seus clientes?

Não é difícil. O cliente inteligente é um grande aliado.

17 – Em arquitetura, o que é que faz melhor e o que lhe custa mais? 

Custa-me ser mais humilde. O que faço melhor é ser convincente.

18 – A sua receita para o êxito. Que êxito? O próprio ou o externo? 

Relativamente ao próprio, o trabalho sério. Sobre o externo, não estou muito certo.

19 – Que papel desempenham os produtos naturais nos seus projetos? 

Tudo. Gosto de produtos naturais. São os mais generosos com o projeto.

20 – O seu produto estrela da L’Antic Colonial é… 

Todos os que são naturais, não? Seja como for, parece-me muito sugestiva a aplicação de lajes metálicas nos revestimentos de casa de banho.

+ Info: www.fmangado.es

Would you like us
to inspire your space?

Contact us




I've read and accept the Terms and Conditions

Porcelanosa Group limited
Productos naturales

WE USE COOKIES TO IMPROVE OUR SITE AND YOUR USER EXPERIENCE. BY CONTINUING TO BROWSE OUR SITE YOU ACCEPT OUR COOKIE POLICY.